Telefone 32. 3217-7700 | 32. 98403-0232 - Aproximando você do seu destino... Facebook Twitter
23 Nov 2012 - Por Gerson Brusco Gonzalez

Ferrari e Hamilton trazem decisão para o Brasil

E a Fórmula 1 volta aos EUA. Com direito a mais uma engenhosa mutreta da Ferrari que desta vez rompeu de propósito o lacre do câmbio de Felipe Massa para que ele fosse punido e perdesse 5 posições no grid, largando em 11? ao invés de 6?. Com isso, Alonso subiu uma posição e largou em 7?.

E repare que ambos largaram do lado ímpar, mais limpo e favorável à largada. Deu certo: Alonso logo saltou para quarto. Ao longo da corrida, Weber quebrou e deixou de ser escudo de Vettel. E bem no fim, Hamilton passou o alemãozinho e tomou a dianteira. Alonso terminou em terceiro e Massa em quarto. E o que é melhor, Alonso ficou a 13 pontos de distância de Vettel (273 pontos contra 260), trazendo a decisão para o Brasil.

Será fácil para Alonso? Isso depende de muitos fatores como sorte, estratégia, acerto mecânico, pneus, sangue frio e…uma especialidade paulistana: chuva! Que segundo a meteorologia estará presente no GP Brasil durante parte da prova. Vale lembrar que foi aqui que Alonso ganhou seus dois títulos mundiais pela Renault, nos anos de 2005 e 2006, numa queda de braço com nada mais nada menos que Michael Schumacher. Em outras palavras, arrancou dois títulos de Schummi. Raça o espanhol tem!

Isso me lembra 2006

Em 2006 após o sete vezes campeão Schumacher anunciar oficialmente sua aposentadoria, no fim de julho daquele ano, iniciei uma corrida atrás de ingressos para o GP Brasil 2006, coisa que conseguiria apenas em outubro, pois assim como eu, dezenas de milhares de pessoas queriam ver a última corrida de Schumacher na Fórmula 1.

Consegui no Setor F para ver o treino oficial de sábado e o Grande Prêmio no Domingo. Isso me custou mais de R$ 1.000,00, mais de dois salários mínimos da época. Que hoje posso dizer que foram os dois salários mínimos mais bem gastos (talvez investidos) por mim ao longo da vida.

É só ao vivo que se vê detalhes que as câmeras de TV não conseguem mostrar. Como a visão de corrida de Schumacher, que se posiciona como um jogador de xadrez na pista. O heptacampeão, que largou apenas em décimo devido a problemas no motor, precisava chegar a frente de Alonso que tinha vantagem de 10 pontos no mundial daquele ano.

Schumacher foi tratando de ganhar posições, mas Fisichella, acidentalmente cortaria seu pneu traseiro jogando-o para último. O alemão terminaria em quarto lugar, atrás de Button da Honda, terceiro, Alonso, segundo, e Massa, o vencedor, que subiu ao pódio com seu macacão verde e amarelo. Barrichello corria pela Honda naquele ano.

Agora em 2012, Schumacher, na Mercedes, volta a se aposentar, porém sem o mesmo glamour de 2006. Seu nome está definitivamente gravado na história, porém seus reflexos já não são os mesmos, apesar de ainda ter muita garra. Ainda assim vale a pena vê-lo correr, pois alguma boa manobra haverá de realizar em Interlagos. E uma homenagem a ele está programada.

Por que Interlagos vale a pena

Além de ver seu ídolo em ação, é possível ver o desfile dos pilotos, que passam – sem capacete – desfilando por todo o circuito em cima do caminhão, acenando para o público. Há ainda o desfile dos carros de serviço e campeonatos como Porsche Cup e Porsche Challenge. Em anos anteriores houve provas do Trofeo Maserati, Fórmula Renault e Fórmula BMW nos intervalos dos treinos livres e oficiais.

As sensações sonoras são indescritíveis, de modo que na segunda ou terça feira após o GP você ainda “ouvirá” zunidos de motores. Realmente os roncos e zunidos são estridentes e, após algumas voltas, quem gosta já conseguirá diferenciar o ronco de um motor Ferrari, de um motor Renault, de um motor Cossworth… Ainda assim, vale a pena levar protetores de ouvido para descansar seus tímpanos por alguns minutos. E também binóculos, caso contrário verá os carros por poucos metros e não verá o rosto dos pilotos no desfile .

Vale lembrar que no autódromo os carros passam muito mais rápido que na TV, que ajusta a câmera para rotações menores, caso contrário veríamos apenas “riscos” pela TV. Além disso, para evitar frustrações, é bom se ter em mente que a visão que temos ao vivo das corridas é parcial, nunca total, por isso quem não estiver ouvindo uma estação de rádio ou vendo um canal de TV no celular, terá que memorizar a ordem dos carros a cada volta para saber se houve ultrapassagens em algum ponto da pista do qual não se tem visão.

E, claro, quanto mais cedo você chegar a Interlagos, melhor lugar na arquibancada você conseguirá. Os portões abrem às 7 horas. E, acredite, já tem bastante gente esperando para entrar. No setor G, cujo ingresso é o mais em conta, a R$ 510,00 a fila é pelo menos umas vinte vezes maior que nos outros setores. Palavras de amigos que já ficaram nesta setor: “É o setor da muvuca!”. Ao menos é coberto. E por falar nisso, leve capa de chuva, boné, agasalho leve, pois o tempo em São Paulo é temperamental. Estes itens poderão ser úteis antes e depois do evento. E na fila.

Refrigerantes, cerveja, sucos e lanches podem ser comprados em vários quiosques espalhados próximos aos setores. Os banheiros também estão assim localizados. Latas, garrafas pet e copinhos plásticos não podem ser levados para dentro do autódromo e são confiscados na entrada. E não adianta chorar!

Preços dos ingressos, transporte público e alterações no trânsito

GP Brasil é evento para gente grande. E para Galvão e Reginaldo falarem que é mil vezes mais bem organizado que Silverstone na Inglaterra logo se vê que é um evento e tanto! São 70 mil pagantes. O GP Brasil acontece no Autódromo Luiz Carlos Pace, que fica no bairro de Interlagos em São Paulo, desde 1972. O autódromo tem 72 anos, idade do Rei Pelé. De 1981 a 1989 o GP Brasil foi realizado no autódromo de JACarepaguá na cidade do Rio de Janeiro devido a obras de reformulação em Interlagos. O contrato com a Fórmula 1 termina em 2014 e é necessário que haja reformas nos boxes e na área no paddock, orçadas em R$ 120 milhões, para que ocorra a renovação do acordo.

Também é grandioso em termos de mídia. É o segundo evento televisivo anual de maior audiência no mundo, com 170 milhões de espectadores, atrás apenas do SuperBowl americano. Quer ver ao vivo o Duelo do Ano com Alonso e Vettel ao vivo?

Os ingressos estão à venda na rede de Shopping-Centers Iguatemi, na Rede Caçula de Pneus, no site oficial www.gpbrasil.com.br e na bilheteria do autódromo (aberta diariamente das 9h às 17h; nos dias 23 e 24 de novembro das 7h às 17h e domingo, dia do evento, das 7h até o meio-dia.

Preços (válidos nos 3 dias, para corrida e treinos):

• Setor A (descoberto, entre a Curva do Café e a entrada dos boxes) – R$ 680,00
• Setor B (coberto, em frente ao grid de largada) – R$ 2.570,00
• Setor M (coberto, no fim da reta dos boxes) – R$ 1.415,00
• Setor D (coberto, no “S” do Senna) – R$ 2.260,00
• Setor E (coberto, na Curva do Sol) – R$ 2.680,00
• Setor F (coberto, na entrada da Reta Oposta) – R$ 1.320,00
• Setor G (coberto, na Reta Oposta) – R$ 510,00

Áreas VIP

• Paddock Club – R$ 10.850,00
• Terrace Club – R$ 7.750,00
• Interlagos Club – R$ 5.040,00
• Tree Club – R$ 3.760,00

Obs: não tem moleza pra ninguém: criança, idoso, estudante, deficiente, mulher bonita e mulher feia pagam o mesmo preço, sem meia-entrada ou descontos.

Como chegar

Transporte Público

Segundo estimativas da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e SPTrans, metade do público que irá a Interlagos, utilizará táxis, trens, ònibus ou metrô. Por essa razão, serão criadas linhas especiais de ônibus circulares integrados ao metrô. Assim, o embarque e desembarque acontecerá nos Terminais Jabaquara, Trianon-MASP e Praça da República.

Do aeroporto de Cumbica sairão ônibus especiais que leverão os passageiros até a Praça da República onde embarcarão nas linhas especiais rumo ao autódromo. Os mesmos circulares param em Congonhas, que fica no caminho do autódromo, para embarque na ida e desembarque na volta.

Quem chegar de ônibus no Terminal Rodoviário doTietê ou Barra Funda, deverá utilizar o Metrô, dirigindo-se para as estações Jabaquara, Trianon-MASP e República para pegar os circulares especiais rumo ao autódromo.

CPTM (trens urbanos)

Nos dias do GP, a CPTM estará operando com esquema especial para a Linha 9 -ESMERALDA, Osasco-Grajaú. A ESTAÇÃO AUTODROMO está localizada na Rua Plínio Schmidt, a aproximadamente 600 m do setor G do autódromo.

A ESTAÇÃO JURUBATUBA está localizada na Av. das Nações Unidas 22.540 a aproximadamente 3,5 km do portão A do Autódromo. Nos dias 24 e 25, a SPTrans ativa neste local o Mini-Terminal Shopping SP Market com linha de ônibus expresso até os portões do Autódromo.

carros particulares, vans e ônibus fretados

Quem for de carro poderá deixá-lo estacionado nas áreas de estacionamento localizadas nos mini-terminais Jabaquara, Praça da República, Trianon-MASP, Shopping Interlagos, Shopping SP Market e Aeroporto de Congonhas e destes pontos, pegar o circular especial rumo a Interlagos.

Deficientes físicos que possuírem carro, deverão estacionar seus veículos em vagas especiais nos mesmos mini-terminais acima, onde a SPTrans disponibilizará serviço especial de transporte, através do sistema “Atende”, para o Autódromo.

Quem preferir arriscar, poderá estacionar o carro em dois estacionamentos próximos à Av. Interlagos com capacidade somada de 25.000 veículos. Ònibus fretados e vans também terão dois estacionamentos exclusivos na área, devidamente sinalizados.

Mesmo para quem conhece a região de Interlagos ou mudou-se para o bairro recentemente, é preciso ficar atento: dias 24 e 25 serão alteradas mãos de direção e criadas faixas temporárias para circulação de pedestres e ciclistas, faixa central destinada a atendimentos de eventuais emergências (SOS) e faixa exclusiva para veículos com credenciais para entrada nos portões 7 e 8 do autódromo.

E o acesso a moradores das chamadas “áreas de bloqueio” só será permitido com a credencial de acesso que deverá ser retirada no stand da CET instalado em frente ao Portão A do autódromo. Em alguns casos, isto não será necessário, mas o morador terá que chegar em casa por ruas ou avenidas paralelas à Av. Interlagos.

Táxi

Na volta, haverá 8 pontos de táxi especiais localizados ao redor do autódromo para quem preferir se utilizar deste meio para ir embora.

Maiores informações e mapas no site http://www.cetsp.com.br/consultas/gp-brasil-f1-operacao-Interlagos-2012

Azul versus Vermelho

E assim como acontece no futebol ou mesmo no Festival de Parintis com a torcida do Boi Garantido e do Boi Caprichoso, São Paulo será palco de duas torcidas. Do lado vermelho, os simpatizantes da Ferrari e do espanhol Fernando Alonso, de 31 anos com seu temperamento forte e cara de poucos amigos e sangue nos olhos.

Do lado azul, a torcida da equipe Red Bull Racing (RBR) e do alemão Sebastian Vettel, de 25 anos, carismático, perfeccionista e obstinado porém descontraído. Em comum, ambos têm dois títulos mundiais, conquistados em anos consecutivos. Alonso conquistou os seus em 2005 e 2006 e Vettel em 2010 e 2011. E você amigo, vai da azul ou de vermelho?

Seja ao vivo ou pela TV, bom GP Brasil 2012 para você!

Telefone 32. 3217-7700 | 32. 98403-0232 Aprimorar